Teste de Ansiedade Social


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/conquers/public_html/wp-content/plugins/jetpack/modules/carousel/jetpack-carousel.php on line 839

A ansiedade social, o medo de ser avaliado negativamente por outros, é experimentada pela maioria das pessoas de uma forma ou de outra.

Para a maioria da população, os sintomas não atingem níveis que causam angústia e problemas significativos em suas vidas.

Em tão baixa intensidade, ela pode até ser considerada uma característica útil e adaptativa, pois pode nos ajudar a ficar mais conscientes de nossa aparência e assim melhorar nosso comportamento social.

Dito isto, aproximadamente 13% das pessoas nos Estados Unidos sofrem de sintomas clinicamente significativos de ansiedade social em algum momento de suas vidas (Kessler, Petukhova, Sampson, Zaslavsky, & Wittchen, 2012).

Nesses casos, seu medo ultrapassou um certo limite além do qual ele não pode mais ser considerado útil.

Na verdade, ele é tão forte e intenso que os indivíduos afetados sofrem conseqüências graves devido à sua insegurança em ambientes sociais (você pode clicar aqui para ler nosso artigo que trata das conseqüências mais graves da ansiedade social).

Nestes casos, os profissionais médicos podem avaliar se uma pessoa se qualifica para um diagnóstico de transtorno de ansiedade social (TAS), muitas vezes também referido como fobia social (você pode clicar aqui para ir ao nosso artigo com os critérios oficiais de diagnóstico do TAS).

Durante o exame, médicos primários ou psiquiatras podem usar ferramentas de triagem adicionais, tais como testes cientificamente validados que medem o nível de medos sociais de uma pessoa.

Estes testes foram cuidadosamente elaborados por equipes de pesquisa e testados por sua confiabilidade na medição da construção psicológica da ansiedade social em uma variedade de contextos.

Enquanto um diagnóstico oficial só pode ser feito por um profissional qualificado que verifica que os critérios diagnósticos oficiais são atendidos, testes que medem a propensão de uma pessoa para a ansiedade social podem servir como evidência adicional de que o transtorno está presente.

Eles também podem ser usados por pessoas que suspeitam que têm fobia social para descobrir se suas suspeitas podem fazer sentido ou não.

Com isto dito, vamos dar uma olhada num desses testes.

A Escala de Ansiedade Social de Liebowitz – Versão de Auto-Relatório

Entre os testes mais comumente administrados está a versão de auto-relato da Escala de Ansiedade Social de Liebowitz (LSAS-SR; Liebowitz, 1987).

Ela é usada em todo o mundo tanto por clínicos quanto por pesquisadores.

A LSAS avalia os medos e ansiedades de uma pessoa em relação a 24 situações sociais e sua tendência a evitá-las.

Ela provou ser uma forma válida de avaliação e é considerada um teste confiável para ansiedade social (Orsillo, 2001).

Se você está se perguntando se você é ou não afetado pela ansiedade social, você pode fazer este teste clicando no botão abaixo.

Leva cerca de oito minutos e classifica seus resultados em uma das seguintes categorias:

  • Nenhuma ou muito baixa ansiedade social
  • Ansiedade social leve
  • Ansiedade social moderada
  • Ansiedade social marcada
  • Ansiedade social severa
  • Ansiedade social muito severa

Por favor note que os resultados dos testes não devem ser tomados como um diagnóstico oficial. Nós o encorajamos a falar com seu médico de cuidados primários, psiquiatra ou outro profissional de saúde mental, se você acha que pode ser afetado.


Mostrar Referências

Compartilhar Este Artigo